Projetusnet – Criação de Sites, Webdesign, Outdoor, Busdoor - criação de sites personalizados e mídia exterior

Monthly Archives: setembro 2016

Comentários desativados em Conheça as duas armadilhas que impedem o êxito profissional

Conheça as duas armadilhas que impedem o êxito profissional

Muitas empresas fracassam, a questão é conhecer os motivos. De acordo com uma palestra TED de Knut Haanaes, da BCG, elas frequentemente fazem mais do mesmo em vez de promover o novo. Para ele, um verdadeiro aumento qualitativo é possível mediante o equilíbrio da exploração e aproveitamento.

Desenvolvido por Jim March, o conceito de exploração consiste em imaginar o novo, buscar e descobrir novos produtos e inovações. Enquanto isso, o aproveitamento significa tomar conhecimento do que temos e melhorá-lo. E ainda que não seja arriscado a curto prazo, será ao longo prazo se apenas se aproveitar.

“Se temos uma perspectiva de longo prazo, será melhor explorar. Mas a curto prazo é melhor aproveitar. As crianças exploram todos os dias, mas à medida em que envelhecemos, exploramos menos, porque temos mais experiência aproveitando. O mesmo ocorre com as empresas, que se tornam menos inovadoras à medida que se tornam mais competentes”, disse Haannaes.

Deste modo, são os diretores gerais quem mais se questionam sobre o processo. Vários se perguntam como é possível dirigir e redefinir o negócio ao mesmo tempo, e como ter certeza que a empresa pode mudar antes que esteja obsoleta ou entre em crise.

Para Haannaes, não é fácil explorar e aproveitar ao mesmo tempo. É por isso que, segundo estudos, apenas 2% das empresas conseguem fazer ambas as coisas de forma paralela e efetiva. O especialista menciona casos como Nestlé com a Nespresso, Lego e seus filmes, e a Toyota com os híbridos.

Existem duas armadilhas principais que impedem explorar e aproveitar ao mesmo tempo de maneira efetiva:

A busca perpétua. Nesta fase se descobre algo, mas não há paciência ou determinação para consolidá-lo ou fazer funcionar. No lugar de seguir com isso, cria-se algo novo. Por fim, este círculo continua se repetindo, impedindo que a ideia seja materializada.

O sucesso. A segunda armadilha consiste em permanecer o sucesso imediato, sem prosseguir com mudanças. Isso acontece muitas vezes com empresas que estão se saindo muito bem, mas permanecem nessa rotina, sempre fazendo o mesmo, que se supõe dar um sucesso garantido. Bill Gates disse: “O sucesso é um péssimo professor. Nos faz acreditar que não podemos falhar”. Esse é o desafio com o sucesso.

Haannaes também se refere às lições que profissionais e executivos devem aprender:

Sair da crise. Aqui se menciona Netflix, sempre apostando em algo novo, inovando.

Pensar em escalas de tempo. Às vezes as empresas não dedicam todo o tempo e custo, mas isso pode mudar um planejamento para estabelecer aumento com o passar dos anos.

Atrair talento. Ninguém consegue sozinho, assim como se rodear da melhor equipe é indispensável.

Ser cético com o sucesso. “Talvez seja útil pensar nas antiguas marchas triunfais dos romanos, quando os generais depois de uma grande vitória eram celebrados. Ao entrar em Roma montados no carro triunfal, iam sempre acompanhados por alguém que sussurrava em seu ouvido: “Lembre-se que és apenas um homem”.

Qual foi a última vez que você explorou algo novo? Que tipo de efeito isso teve sobre você? Existe algo que você deve fazer?

Comentários desativados em 9 dicas infalíveis para aumentar sua produtividade

9 dicas infalíveis para aumentar sua produtividade

Sua equipe anda pouco produtiva no trabalho e você acha que é por falta de motivação? Você não está sozinho. Segundo uma pesquisa do ano passado da Gallup com líderes e colaboradores, 90% dos profissionais se declararam “não tão engajados com o trabalho” ou “realmente desengajados”. A falta de engajamento está de braços dados com a queda na produtividade, infelizmente. Mas há algumas formas de virar o jogo – tanto para o gestor quanto para o time.

Antonio Carlos Soares, especialista em produtividade, CEO e co-fundador do Runrun.it, uma ferramenta de gestão do trabalho, dá algumas dicas que podem ser levadas a todas as hierarquias da empresa. Algumas são tão óbvias que não nos lembramos de segui-las todos os dias. Outras, nem tanto. Teste em sua empresa e conte se deu resultado.

1. Desconecte-se
Está difícil trabalhar com tanta coisa interessante para ver na internet e no celular? Cheque seu e-mail e suas redes antes de trabalhar. Depois, coloque o celular na gaveta e feche as abas do navegador que não têm a ver com seu trabalho.

2. Fone de ouvido
Se a empresa permitir, escute música com fone de ouvido quando precisar se concentrar. A música ajuda a focar sua atenção apenas à tarefa que está sendo executada. Além disso, os fones evitam que outras pessoas te perturbem.

3. Ambiente nota 10
A produtividade, ou a falta dela, pode não ser totalmente culpa do profissional. O ambiente do escritório influencia muito a motivação dos funcionários. Locais bem iluminados, com temperaturas medianas (18° no mínimo), são os melhores lugares para se trabalhar. Plantas e paisagem natural aumentam a produtividade em até 15%, segundo uma pesquisa da Universidade de Queensland.

4. 15 minutinhos para respirar
Todos precisam disso, tenha certeza. Depois de finalizar uma tarefa complexa, de longa duração, tire 15 minutos para relaxar. Tome um café, estique as pernas, confira as notícias. Esse intervalo descansará sua mente para a próxima tarefa.

5. Use e abuse da nuvem
A tecnologia pode ajudar, e muito, sua produtividade. Usar ferramentas de gestão na nuvem (que não precisam ser instaladas no computador) para automatizar tarefas burocráticas, como reuniões, envio de e-mails e a produção de relatórios, pode aumentar de 20% a 30% a produtividade das equipes, segundo pesquisa da McKinsey. O Runrun.it, por exemplo, ajuda a organizar o fluxo de trabalho e a formalizar a comunicação.

6. Fuja de reuniões
Os fundadores da 37signals, empresa americana de tecnologia, escreveram no livro Getting Real que “reuniões são tóxicas”. Elas drenam não só a sua energia como a de todos presentes – principalmente porque normalmente são mal planejadas. Para tornar suas reuniões menos morosas, tente realizá-las em pé – o desconforto irá torná-las mais eficientes e rápidas. E só convide quem realmente for necessário.

7. Faça sentido
Se o pessoal anda desmotivado, provavelmente não está vendo sentido no que está fazendo. Inclua sua equipe nas decisões e mostre como cada tarefa impacta no resultado final desejado pela empresa.

8. Uma boa noite de sono
“Ah, mas isso é óbvio!”, o leitor pode dizer. Mas nem tão fácil de se praticar. Então segue uma informação importante: segundo uma pesquisa da Universidade de São Francisco, quase ninguém (apenas 0,2% da população) consegue ter bom desempenho no trabalho dormindo menos de seis horas por noite.

9. Realize feedbacks
Pode não parecer, mas oferecer feedbacks frequentes aumenta a motivação da equipe. Isso porque os profissionais precisam de avaliação para entender se estão ou não no caminho certo.